Vulnerabilidades comuns da rede e como evitá-las

As redes sofrem com falha de hardware, erro do administrador, bugs em software comprado ou escrito internamente e problemas de energia e aquecimento, mas a segurança tornou-se uma preocupação primária. O hacking agora é uma profissão de alta renda, com hackers ganhando acesso a informações valiosas, como números da Segurança Social e informações confidenciais corporativas ou governamentais.

Abaixo estão algumas vulnerabilidades comuns de rede que as equipes de rede corporativa devem monitorar ativamente e métodos que podem usar para evitar ataques.

phishing

O termo malware abrange vários tipos de ataque. Phishing e spear phishing são agora métodos comuns usados para capturar IDs de login e senhas. Por exemplo, em ataques de phishing, os usuários abrem o que parece ser um e-mail legítimo, mas o malware insere código que aparentemente faz com que as contas de usuário façam logon. Quando os usuários fazem login de volta, o malware captura suas teclas.

O spear phishing é particularmente perigoso, pois o ataque normalmente se concentra em um alvo específico e parece vir de uma fonte confiável, como um associado de trabalho. As mídias sociais muitas vezes têm segurança fraca, permitindo que os hackers encontrem os nomes dos associados mencionados em um post e os usem em um ataque.

A autenticação de dois fatores oferece proteção, tornando insuficiente para os usuários fazer login apenas com um ID de usuário e senha. Quando os usuários tentam fazer login, o site envia um texto ou e-mail com um código que deve ser inserido para fazer login. Esse processo ajuda a impedir que hackers entrem no site.

Ransomware

Os ataques de ransomware se tornaram mais prevalentes. Nesse tipo de ataque, os hackers invadem um site e impedem o acesso de usuários legítimos. Os hackers então exigem uma alta taxa para reativar o uso do site – frequentemente, a única opção para a organização vítima é pagar o invasor.

No entanto, é possível evitar tais ataques. Uma maneira é manter backups frequentes que permitem aos administradores restaurar o sistema com dados atualizados a partir do backup anterior. Às vezes, um backup diário é suficiente, enquanto outras instâncias requerem backup contínuo. De qualquer forma, é importante escolher um produto de proteção com proteção de ransomware e mantê-lo atualizado.

DDoS

Ataques de negação de serviço ou negação de serviço distribuído (DDoS) inundam um site com tantos pacotes de entrada que se torna inacessível para usuários legítimos. O formulário distribuído usa vários sistemas para criar um fluxo maior de pacotes do que um único sistema poderia gerar.

A proteção DDoS está disponível nos provedores de serviços,com a capacidade de filtrar pacotes de ataque ou de um dos produtos de proteção DDoS disponíveis.

Vulnerabilidades de IoT

O uso crescente de dispositivos IoT também pode ser problemático para redes. Em um caso, câmeras de vigilância domésticas foram a fonte de um grande ataque. O hacker inseriu o código em um grande número de câmeras mal protegidas, direcionando-as para transmitir pacotes e atacar uma determinada empresa.

As equipes podem implementar políticas de segurança e segmentação especificamente para dispositivos IoT, além de monitoramento e visibilidade adequados da rede.

Manter as melhores práticas para limitar vulnerabilidades

Os administradores de rede devem estar preparados proativamente para tomar as medidas apropriadas contra vulnerabilidades comuns da rede. Isso significa que eles devem manter-se a par de novos tipos de ataque, manter as melhores práticas – como alterar senhas regularmente – e acompanhar as atualizações de software.

Os ataques não podem ser completamente eliminados, e os hackers criarão continuamente novos métodos. Mas esses métodos sugeridos podem ajudar a reduzir muito a possibilidade de ataques bem sucedidos.

Fonte: Tech Target

Iniciar conversa
Precisa de ajuda?
Talma Teleinformática
Olá,
Em que podemos ajudar?