Debate sobre o desenvolvimento em parques tecnológicos

Uma reunião da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) será realizada na quarta-feira (12), às 9h, para discutir o papel de parques tecnológicos (PqTecs) no desenvolvimento regional. O requerimento foi feito pelo senador Vanderlan Cardoso (PP-GO).

Parques tecnológicos são espaços onde se concentram empresas, instituições de ensino, incubadoras de negócios, centros de pesquisa e laboratórios para criar um ambiente favorável à inovação tecnológica.

Um dos exemplos mais conhecidos de parque tecnológico é o Vale do Silício — conjunto de empreendimentos no setor de eletrônica e informática no norte da Califórnia, nos Estados Unidos, que foi criado em 1950. Grandes empresas, como Intel, Microsoft e Google, surgiram a partir do processo inovador fomentado na região.

No Brasil, o número de parques tecnológicos vem crescendo desde os anos 90 e hoje já existem mais de 90 espalhados pelo país. Entre eles os principais são: Porto Digital, em Recife; TecnoPuc, em Porto Alegre; São Pedro Valley, em Belo Horizonte; Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP); Capital da Inovação, em Florianópolis; Vale da Eletrônica, em Santa Rita do Sapucaí (MG); a Fundação Unicamp, em Campinas (SP); e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), também em São José dos Campos.

Esses polos têm como objetivo articular a pesquisa acadêmica com as ações de empresas privadas para gerar inovações tecnológicas. Consequentemente, impactam a economia e o desenvolvimento social das regiões nas quais se localizam.

Para debater sobre o assunto foram convidados Anderson Paiva Cruz, diretor do Parque Tecnológico Metrópole Digital, ligado à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal; Elso Alberti Júnior, diretor de desenvolvimento de negócios do Parque Tecnológico de São José dos Campos; José Alberto Sampaio Aranha, presidente da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec); e Jorge Luis Nícolas Audy, superintendente de inovação e desenvolvimento da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS).

A audiência será realizada no plenário 15, da ala Alexandre Costa, e terá caráter interativo, com a possibilidade de participação popular. Dúvidas, críticas e sugestões poderão ser enviadas por meio do portal e-Cidadania ou pelo telefone do Alô Senado (0800 612211).

Fonte: Agência Senado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *