Conhecer pessoas e praticar idiomas com o Tinder

Tinder no isolamento: brasileiros usam app para conhecer pessoas e praticar idiomas

O isolamento social pode ser um momento para conhecer novas pessoas, estudar idiomas, descobrir como está a quarentena em outro país ou até engatar um novo romance.

Tem brasileiros que estão aproveitando o tempo em casa para conversar com usuários de outros estados do Brasil ou mesmo de outros países após alterar a localização no app Tinder – que tornou gratuita a funcionalidade até 30 de abril.

O aplicativo de paquera normalmente mostra quem são as pessoas que estão próximas ao usuário, que define um raio de distância.

Com a funcionalidade “Passaporte” (antes disponível só para quem pagava), o usuário pode dar “match” com pessoas de outra cidade, estado ou país. Mas os brasileiros contam que, após o “match”, o objetivo não é necessariamente arrumar uma nova paquera.

A estudante de letras Julianny Araújo, de 19 anos, conta que já tinha usado o aplicativo antes, mas não tinha “achado muita graça” e deletou. Agora, com a suspensão das aulas, ela diz que ficou “curiosa” e baixou o app de novo para “conversar com pessoas de outros países”. Até agora, ela trocou a localização atual (Recife – PE), onde mora, por cidades de EUA, Canadá, França e Itália e ainda pretende ampliar mais essa lista.

“No começo do ano passado, fiz uma viagem aos EUA que me marcou muito e até hoje mantenho esse desejo de conhecer mais sobre o mundo e as pessoas que estão nele. Infelizmente, falta dinheiro e oportunidade para isso, ainda mais atualmente! A vantagem [em usar o app], com certeza, consiste na possibilidade de troca de culturas que, de certa forma, dá uma chacoalhada nessa rotina monótona da quarentena”, diz a estudante, que tem aproveitado para praticar o inglês.

‘Amizade ou até algo a mais’

Já o blogueiro de turismo Jalles Santos, de 22 anos, mora em Igarassu, cidade de quase 100 mil habitantes em Pernambuco, e alterou a localização para João Pessoa (PB). Ele conta que fez essa escolha porque é a capital mais perto da cidade onde mora, e ele não descarta conhecer alguém pessoalmente para uma amizade ou “até algo a mais”.

Depois, ele conta que trocou a localização para o Rio de Janeiro e, por último, para Nova York, nos EUA. “Rio de Janeiro porque conheci no ano passado e amei muito a cidade e a vida carioca. E por último foi Nova York, uma cidade que tenho muita vontade de conhecer desde pequeno, e seria uma boa chance de ir treinando e aprimorando meu inglês.”

‘Mais opções’

O auxiliar administrativo Bruno Silva, de 20 anos, diz que considera a sua cidade pequena. Segundo ele, todos já se conhecem. E já que, no momento, não é mesmo possível marcar algo pessoalmente, já que ele está em isolamento desde 21 de março, trocou Vitória da Conquista, na Bahia, pelo Rio de Janeiro. “Passei o carnaval lá e as pessoas me chamaram a atenção.”

“Escolhi trocar a localização porque minha cidade é pequena e todo mundo já pegou todo mundo”, afirma.

Ele diz que só tem conversado com brasileiros pelo aplicativo e que, quando manteve contato com uma paquera da Nova Zelândia, ele considerou a compreensão do diálogo muito difícil. “Já tive conversas profundas com várias pessoas. Conversas sobre planos, objetivos, futuro, espiritualidade e relacionamento.”

‘Sem nudez’

A designer Mayra Xavier, de 27 anos, conta que conheceu um ex-namorado em outro aplicativo (o “Bumble”), mas que agora usa o Tinder apenas para conversar e praticar inglês e espanhol. Já recebeu convite para uma “pegação de quarentena” de um alemão, assim que ela se identificou como brasileira, mas ela prontamente declinou. “Eu quero conversar e não mostrar o peito na câmera.”

Ela conta que já conversou com pessoas de Berlim (Alemanha), Utrecht (Países Baixos), Nova York (EUA) e Londres (Inglaterra). “Escolhi essas duas primeiras porque conheço gente que mora lá e as duas últimas para conhecer gente que tenha o inglês como língua nativa para eu poder praticar. Ainda quero procurar alguém que me ajude com o espanhol.”

Fonte: G1 Tecnologia

 

WJ Sales
WJ Sales
Especialista em desenvolvimento de sites, lojas virtuais e sistemas. Faço parte da equipe que compõe a empresa Sales Publicidade. Atuamos em diversas áreas destinada ao Marketing. Faço publicações de artigos em blogs e nas redes sociais.

1 Comment

  1. Lelio disse:

    Interessante essa publicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image