Como será definindo o orçamentos de TI para o ano de 2021

É a época do ano em que muitos líderes de TI estarão estabelecendo orçamentos para 2021 e tentando convencer sua diretoria por que eles devem ter mais dinheiro para investir em tecnologia. Depois do ano que todos nós tivemos, essa tarefa parece cada vez mais difícil.

O orçamento de todos para 2020 foi destruído quando a pandemia atingiu. De acordo com a última pesquisa de leitores de Prioridades de TI da Computer Weekly,38% das organizações em todo o mundo tiveram que cortar seus orçamentos em mais de 5%. A última previsão de gastos de TI do Gartner para a Europa sugere que os orçamentos caíram 6,5% no geral – embora isso seja melhor do que o esperado, já que o analista previu uma queda de 8% em maio. No entanto, de acordo com a recente pesquisa Harvey Nash / KPMG CIO, durante os três primeiros meses da crise, os orçamentos de TI cresceram a uma taxa maior do que em qualquer ponto da história, o que equivale a cerca de US $ 15 bilhões por semana.

Então, todo mundo gastou um monte de dinheiro para passar pelo confinamento, e então teve seus orçamentos cortados para o resto do ano para compensar esse investimento emergencial – e depois eles cortaram um pouco mais. Não torna a previsão do próximo ano tão fácil.

Mas nossa pesquisa de Prioridades de TI – que realizamos originalmente em janeiro, pré-pandemia e repetida em setembro para comparar resultados – oferece insights valiosos sobre o que está acontecendo. Não surpreende que gastar em qualquer coisa a ver com trabalho remoto tornou-se a prioridade máxima. Mesmo tecnologias bem estabelecidas, maçante e de baixo crescimento, como comunicações unificadas, subiram na lista. Mas tire esses, e as principais áreas de gastos permaneceram as mesmas – modernização da infraestrutura, segurança cibernética, nuvem pública e transformação digital.

Mas isso não é tudo – é claro que essas quatro áreas se tornaram ainda mais importantes – o investimento acelerou. As organizações estão se movendo para a nuvem mais rapidamente, acelerando sua transformação digital, aumentando a segurança e atualizando redes em grande ritmo. Tornou-se comum ouvir um líder de TI dizer: “Estamos fazendo em alguns meses, todas as coisas que queríamos fazer nos próximos anos.” Se você queria uma carga de dinheiro no próximo ano para comprar alguns novos servidores, no entanto, não espere uma resposta calorosa do CFO.

O próximo ano será o mais difícil de prever que já enfrentamos – quem jamais pensou que estaríamos onde estamos agora há 12 meses? Os orçamentos serão mais examinados do que nunca por uma abundância de cautela. Mas a tecnologia provou que está no centro de manter as empresas resilientes em tempos difíceis. Concentre seus gastos em acelerar a transformação digital, modernizar sua TI e migrar para a nuvem, e o retorno do investimento deve alegrar o clima na sala de reuniões.

Fonte: Computer Weekly

Iniciar conversa
Precisa de ajuda?
Talma Teleinformática
Olá,
Em que podemos ajudar?